Processador Digital de Repique

A Redav inovou na área de ensaios de negas e de repiques elásticos em estacas de fundações, ao desenvolver uma solução inovadora, o PDRProcessador Digital de Repique. Com esta tecnologia própria, exclusiva e patenteada, é possível garantir muito mais segurança aos profissionais que realizam os ensaios, além de conferir maior precisão aos resultados.

Descrição do Ensaio do PDR

O ensaio do PDR (Processador Digital de Repique) utiliza os seguintes elementos:

  • Selo padrão
  • Tripé topográfico
  • Base de suporte da câmera, com apontador laser
  • Câmera digital com taxa de captura superior a 30 imagens por segundo
  • Notebook com programa de controle em tempo real, responsável pela aquisição e processamento da sequência de imagens capturadas pela câmera digital

Primeiramente a câmera digital é posicionada a uma distância mínima de 5 metros do bate–estacas, nivelada no tripé ajustável e apontada para uma região frontal visível da estaca. O afastamento entre a posição de trabalho do operador do PDR e a estaca que estiver sendo cravada elimina os riscos de segurança do processo de medição de repique convencional. O operador, auxiliado pelo apontador laser, cola o selo padrão na estaca. O software de processamento é ativado juntamente com o início de operação do bate–estacas. Os dez golpes padronizados para obtenção de nega e repique de cravação da estaca são registrados em imagens e transferidos para o computador, onde são armazenados. As imagens digitais consecutivas, obtidas do selo fixado à estaca, são processadas, para determinação dos valores da nega e do repique elástico. Estes valores e a curva de deslocamento vertical da estaca com o tempo são apresentados na tela para avaliação do operador. Em seguida, os dados são salvos em arquivo digital, para posterior geração de relatório. Os principais benefícios do ensaio com o PDR (Processador Digital de Repique) são:

  • Elimina riscos de acidente no trabalho
  • Agilidade na realização de ensaios
  • Produz resultados e medidas muito mais confiáveis
  • Gera resultados imediatos em tempo real

Muito mais seguro e eficiente que o processo convencional

Além de eliminar os riscos de acidentes no trabalho, o PDR melhora a produtividade das diversas equipes envolvidas no trabalho de cravação das estacas pré–moldadas de concreto ou metálicas.

O risco de acidente nos processos convencionais de medida de nega e de repique é bastante alto, visto que o operário se posiciona ao lado da estaca, sob o bate-estacas enquanto ele se encontra em ação.

A precisão dos resultados é também duvidosa, porque o operário, posicionado embaixo do martelo do bate–estacas, precisa segurar firmemente um lápis contra uma folha de papel fixada na estaca, movendo–o lenta e continuamente ao longo do topo da régua durante a aplicação dos 10 (dez) golpes na estaca. Trata-se de uma forma primitiva da medição que pode vir a gerar valores imprecisos.